Ir para conteúdo 1 Ir para menu 2 Ir para busca 3 Ir para rodapé 4 Acessibilidade 5 Alto contraste 6

---

  • ?
  • ?

---

  • ?
  • ?


Prefeito Bile recebe secretário de Estado da Agricultura, em visita à Piratuba para debater medidas que amenizem impactos da estiagem no município.

Publicado em 10/01/2022 às 16:43 - Atualizado em 10/01/2022 às 16:43

PREFEITO BILE RECEBE SECRETÁRIO DE ESTADO DA AGRICULTURA, EM VISITA À PIRATUBA PARA DEBATER MEDIDAS QUE AMENIZEM IMPACTOS DA ESTIAGEM NO MUNICÍPIO.

Ausência de chuvas foi o tema principal do encontro entre lideranças locais com o secretário Altair Silva, em passagem por Piratuba, nesta segunda.

Por: Imprensa Oficial Piratuba

Uma reunião realizada na manhã desta segunda-feira (10), no Centro de Informações Turísticas de Piratuba, marcou a passagem do secretário de Estado da Agricultura, da Pesca e do Desenvolvimento Rural, Altair Silva, pelo município.

Durante a reunião, secretário de Estado, foi recebido pelo prefeito Olmir Paulinho Benjamini (Bile), juntamente com o vice Vanderlei Weber e grupo de secretariado e vereadores, foi debatida a questão da estiagem no município.

Segundo Paulo Ricardo Kurt Schuch, secretário da Defesa Civil local, no encontro, foram apresentados os programas de emergência que o Governo do Estado está disponibilizando para as regiões impactadas com o período de seca. Entre as alternativas, está o Programa SC Mais Solo e Água, em que o Governo do Estado está investindo R$ 100 milhões em financiamentos sem juros ou subvenção aos juros de financiamentos para apoiar a construção de sistemas de captação, armazenagem e distribuição de água no meio rural. Além da transferência de recursos para os municípios adquirirem equipamentos.

Já na linha Água para Todos, os produtores terão acesso a até R$ 100 mil, sem juros e com cinco anos de prazo para pagar. Podem ser feitos investimentos em captação, armazenagem, tratamento e distribuição de água na propriedade rural. Os beneficiários adimplentes terão uma subvenção de 50% no valor das parcelas, ou seja, o governo do Estado pagará metade do financiamento.

As famílias em situação de vulnerabilidade social e de renda terão um apoio ainda maior. O limite será de R$ 20 mil, sem juros e com cinco anos de prazo, e o bônus chega a 75% em caso de pagamento das parcelas em dia. Na prática, se o produtor acessar o valor máximo do financiamento (R$ 20 mil), ele irá pagar apenas R$ 5 mil, sendo o restante garantido pela Secretaria da Agricultura.

Os produtores rurais contam com apoio, também, para isolamento e recuperação de mata ciliar, proteção e recuperação de nascentes, terraceamento e cobertura do solo. Na linha Cultivando Água e Protegendo o Solo, estão disponíveis financiamentos de até R$ 30 mil, sem juros e com cinco anos para pagar. Os beneficiários adimplentes receberão subvenção de 50% no valor das parcelas.

Na linha emergencial a Secretaria da Agricultura mantém ainda dois programas com crédito emergencial para atender os agricultores catarinenses. Com o Reconstrói SC, os produtores têm acesso a financiamentos de até R$ 10 mil, sem juros e com cinco anos para pagar, para recuperação de sistemas produtivos. Caso o pagamento seja feito em dia há um desconto de 50%.

 

Durante a fala, o prefeito Bile, demonstrou preocupação com a quebra da safra e os problemas que as baixas colheitas trazem ao município. Segundo Bile, “o que está ao alcance do município estamos fazendo, inclusive já perfuramos um poço profundo na comunidade de Zonalta, agora previsamos do auxílio do setor, para fazer a instalação de tubulação e criação de rede de abastecimento para levar a água aos moradores da comunidade”, afirmou.

Bile já anunciou que estará reunindo nas próximas horas Conselho Municipal da Defesa Civil, para avaliar a situação e com o aval dos conselheiros, decretar situação de emergência no município.